Carro sem mistério

Entenda o que é o comando de válvulas variável

Motor VTEC Honda (divulgação)

Provavelmente, você já deve ter ouvido falar sobre o comando de válvulas variável e também sobre o duplo comando de válvulas, ms você sabe exatamente como e por que eles funcionam?

Comando de válvulas (divulgação)
  • O que é o comando de válvulas variável?

Para que o motor à combustão gere potência, ele precisa que o ar e combustível se misturem dentro dos cilindros. Depois da combustão, eles devem sair, como gases de escape, da câmara de combustão. A abertura e fechamento dessas passagens são controladas por válvulas.

Motor i-VTEC Honda (divulgação)

Sem uma abertura variável, o sistema vai sempre trabalhar do mesmo modo e não vai permitir que o motor do veículo aproveite melhor a energia gerada como, por exemplo, o torque em baixas rotações. Já com o comando de válvulas variável, o motor ganha mais torque, mesmo que em baixas rotações, ajudando tanto na economia de combustível, quanto na performance do carro.

  • Qual foi o primeiro modelo a ter esse sistema?

O primeiro veículo a ter esse tipo de sistema instalado foi o Alfa-Romeo Spider 2000 de 1980. Após ele, a tecnologia foi difundida e popularizada e chegou a outras marcas e modelos. Carros mais novos utilizam variações do sistema que é chamado de VVT-I – Variable Valve Timing with Intelligence no Toyota Corolla ou como VTEC – Variable Valve Timing and Lift Electronic Control – no caso do Honda Civic.

Motor Dual VVT-i Toyota (divulgação)

Apesar de algumas diferenças existentes nos modelos atuais, eles ainda conservam os mesmos princípios. As válvulas ficam conectadas a uma árvore de cames rotativa situada por cima delas. São controladas três características-chave: temporização das válvulas (os pontos do movimento do pistão em que as válvulas se abrem e se fecham), a duração do tempo de abertura das válvulas e a dimensão da abertura física das válvulas.

Comando de válvulas (divulgação)

A tecnologia atual se baseia na manipulação da árvore de cames – que trabalha por meio de sensores – que auxiliam indiretamente essas três caraterísticas chaves. Esse sistema, por sua vez, limita a variabilidade de abertura das válvulas. Mas já existem sistemas que cuidam das válvulas com uma maior independência, como o MultiAir, que equipam os modelos da FCA como o Jeep Renegade, Fiat Tipo, entre outros.

  • E como funciona o sistema de duplo comando de válvulas?

O duplo comando variável de válvulas é responsável por abrir e definir quanto tempo as válvulas ficarão abertas para entrada da mistura ar e combustível. Além disso, também é ele que determina quanto tempo as válvulas ficarão fechadas para a combustão e quanto tempo as portas de saída ficarão abertas para exaustão dos gases.

Comando de válvulas (divulgação)

No duplo comando variável de válvulas, os módulos alteram a posição das regiões excêntricas do comando, alterando o momento de abertura e fechamento e o tempo em que elas ficarão abertas, ajudando assim a garantir mais potência, com o menor consumo de combustível.

Siga a Jocar

Acompanhe nossas redes sociais!

Video

Fusíveis automotivos - para que servem e como trocar