Carro sem mistério

Como funciona o sistema Start/Stop

Sistema Start Stop (divulgação)

Você com certeza já ouviu falar do sistema que ajuda na economia de combustível, o Start-Stop, mas sabe como ele funciona? Montamos abaixo um guia para explicar como o sistema funciona e quais são suas vantagens e desvantagens.

Sistema Start Stop (divulgação)
  • O que é e como funciona?

Criado na década de 70 para ajudar a poupar mais combustível, o sistema Start-Stop vem se popularizando e ganhando cada vez mais adeptos. O sistema funciona da seguinte forma: ao parar o veículo sem desligar a chave do contato, a central eletrônica, ao notar que se trata de uma parada rápida de semáforo ou situação semelhante, automaticamente corta o funcionamento das velas e a injeção de combustível.

Sistema Start Stop (divulgação)

Em carros equipados com câmbio automático, o sistema entra em vigor quando o motorista mantém o pedal de freio pressionado, já nos carros equipados com câmbio manual geralmente exigem que o câmbio esteja colocado na posição neutra e que a embreagem não esteja pressionada. Para ligar o carro novamente, basta soltar o freio ou pisar na embreagem para que o motor volte a funcionar.

Se o motor ainda estiver frio, o sistema não é ativado e tentar religar o carro enquanto o motor não estiver na temperatura ideal faz o veículo gastar mais combustível. Depois de muito tempo parado, ele irá religar automaticamente mesmo com o pedal no freio, para manter a temperatura do motor ou se houver uma demanda pelo ar-condicionado.

O sistema é gerenciado por um módulo de comando eletrônico que alterna as funções de alternador para motor de partida quando o sistema solicita. O motor de partida-alternador tem potência de 2kw. O conjunto ainda é complementado por uma bateria – diferente de uma bateria convencional – uma correia e um esticador. O motorista pode desativar o sistema e passar para o uso convencional, mediante o acionamento de um botão no painel.

  • O que realmente desliga no carro? E a bateria é mais cara?

Segundo Diego Riquero Tournier, chefe do Centro de Treinamento Automotivo da Bosch, “A estratégia de funcionamento de determinados sistemas, como o de ar-condicionado e o de iluminação, é definida pelas montadoras”.

Bateria (divulgação)

Geralmente, o sistema de ar-condicionado por exemplo trabalha com um compressor que só funciona com o motor ligado. Depois que o carro é religado, o sistema volta a funcionar. No caso dos carros com ar-condicionado digital, ele é capaz de monitorar a temperatura da cabine e reativar o sistema caso ela mude demais. Alguns modelos mais caros e/ou com tecnologia híbrida podem ter uma segunda bateria, voltada somente para o ar-condicionado e outros equipamentos.

E sobre a bateria, sim ela geralmente é mais cara do que uma bateria convencional, mas em contra partida, ela possui um ciclo de vida três vezes maior do que a convencional. O consumo de energia em cada partida é pequeno comparado com o de um motor normal, por causa da gestão feita pela unidade de controle do motor (ECU).

O sistema calcula a posição exata dos pistões e faz ajustes para uma partida rápida – e quanto mais rápido for a partida, menos energia elétrica será gasta. Para se ter uma ideia de valores, uma bateria convencional custa cerca de R$ 300 enquanto uma bateria própria para modelos com sistema Start-Stop sai na média de R$ 1.200 reais.

  • Quais são os modelos disponíveis no mercado com este sistema?

Como a ideia é popularizar a tecnologia, algumas fabricantes já disponibilizam o sistema em algumas versões de seus modelos. Geralmente o sistema Start-Stop é mais fácil de ser encontrado em modelos como sedans médios, SUVs e picapes. Mas marcas como a Fiat conseguiram popularizar o sistema.

Fiat Argo (divulgação)

Alguns dos modelos disponíveis no mercado com este sistema são:

 

  • Quais as vantagens e desvantagens desse sistema?

 A maior vantagem de se adquirir um modelo com sistema Start-Stop com certeza é a economia de combustível que pode chegar até a 8% em relação a um carro sem o sistema. De quebra, motorista trafega nos grandes e barulhentos centros urbanos com menos ruído a bordo.

Ar Condicionado (divulgação)

As desvantagens no sistema ficam por conta do sistema do ar-condicionado que deixa de funcionar em alguns casos, deixando apenas a ventilação funcionando. E isso pode ser um grande problema em dias cuja temperatura está muito alta ou fria e o ar condicionado se torna o melhor amigo do motorista.

Ainda assim, como geralmente as paradas são muito rápidas, o sistema do ar-condicionado volta a funcionar em instantes, trazendo o ar fresco de volta para a cabine.

  • Vale a pena?

A resposta pode variar muito. Se você é do tipo que pega muito congestionamento e quer poupar um pouco mais de combustível, vale a pena investir uma grana a mais para pegar um modelo com o sistema Start-Stop. Caso você não more em regiões de grandes congestionamentos ou trafegue por estradas na maioria das vezes a economia será bem menor e talvez não compense.

Siga a Jocar

Acompanhe nossas redes sociais!

Video

Fusíveis automotivos - para que servem e como trocar