Carro sem mistério

Conheça as diferenças entres os tipos de freios

Freio a Disco

Os freios têm papel fundamental na segurança do veículo, evitando que pequenos e grandes acidentes aconteçam no dia a dia. Mas você sabia que existe mais de uma versão para os freios do seu carro? Aqui vamos dar um breve resumo dos tipos de freios existentes nos modelos atuais.

Mas antes, vamos falar de como eles funcionam em sua grande maioria. Os freios transformam energia cinética do movimento do veículo em energia térmica, criando assim atrito entre as pastilhas de freio e os discos ou tambores. O grande problema fica por conta do excesso de calor gerado pelo atrito das pastilhas, que pode acabar prejudicando o bom funcionamento dos freios.

Freios a Disco Sólidos:

Freios a disco sólidos, são peças feitas de ferro maciço e em geral são mais baratos de se produzir do que os freios ventilados e perfurados. Mas em contrapartida, é o modelo que tem desgaste maior e mais rápido do que os modelos citados anteriormente. Esse tipo de freio é mais comum em modelos compactos, montados principalmente no eixo dianteiro e montados no eixo traseiro de carros um pouco maiores como sedans e SUVs médios.

Freio a Disco Sólidos

Freios a Disco Ventilados:

Esse tipo de freio é feito com dois discos mais finos, que são unidos por uma câmara interna que como o nome sugere, permite que o ar entre e resfrie as pastilhas de freio com maior facilidade. Os freios a disco ventilados, são geralmente encontrados em veículos compactos mais potentes, montados no eixo dianteiro, e em carros mais esportivos, são montados nos eixos traseiros.

Freio a Disco Ventilado

Freios a Disco Perfurados:

Se nos modelos esportivos os freios são a disco ventilados, nos esportivos de alto desempenho com algumas versões de Mercedes-Benz e BMW e Audi, os freios utilizados são os perfurados que garantem uma frenagem melhor e bem mais segura do que os dois modelos anteriores. No geral, os freios a disco perfurados são como uma versão mais completa dos freios a disco ventilados. Além de contar com as duas placas, os dois discos ainda contam com pequenos furos que auxiliam na entrada de ar na peça, facilitando ainda mais a frenagem. E para os carros de alto desempenho como Porsche e outros modelos ainda existe o freio a disco de cerâmica, que garante uma frenagem ainda mais segura e com muito mais precisão.

Freio a Disco de Cerâmica

Siga a Jocar

Acompanhe nossas redes sociais!

Video

Fusíveis automotivos - para que servem e como trocar