Curiosidades

A evolução do descansa braço

Descansa braço atual: mais conforto e funcões (Lexus)

A evolução da indústria automotiva trouxe consigo uma série de benefícios para o motorista em termos de potência, desempenho e, principalmente, conforto. Os bancos ganharam revestimento especial, ajuste de inclinação e altura, enquanto que o volante, por exemplo, recebeu uma capa protetora, facilitando a pegada. Mas outro item também evoluiu: o descansa braço.

Nos carros mais antigos, a maioria dos descansas braços era apenas para o apoio dos braços na porta e eram, geralmente, uma peça que era presa no revestimento. Hoje, a maioria dos descansas braços faz parte do próprio revestimento das portas e muitos possuem botões para levantamentos dos vidros, regulagem dos retrovisores, entre outros.

O item também pode ter um desenho mais ergonômico em alguns carros enquanto em outros acaba tendo uma posição mais funcional. Por ser uma parte onde encostamos com frequência acaba tendo uma grande importância na percepção de qualidade do veículo.

Além do apoio nas portas, muitos carros trazem também um descansa braço central. Os franceses da Peugeot e Citroën, por exemplo, costumam equipar certos modelos com descansa braços basculantes e individuais. É uma boa opção quando se procura praticidade a bordo.

Mas são os descansa braços centrais fixos que se mostram os mais úteis e versáteis. Bastante largos, eles ocupam todo o túnel central e podem ter seu interior capaz de receber objetos e tomadas USB e 12V, por exemplo. Alguns deslizam para facilitar uma posição mais confortável para o motorista. Quem acostuma com eles realmente estranha dirigir um veículo sem apoio central.

O descansa braço na década de 50 (Greg Gjerdingen)

Siga a Jocar

Acompanhe nossas redes sociais!

Video

Fusíveis automotivos - para que servem e como trocar