Curiosidades

Cintos de segurança já podem alertar motorista sobre acidente iminente

Cinto de segurança: cada vez mais capaz (Daimler)

Embora um velho conhecido dos motoristas, o cinto de segurança não para de evoluir. Basta lembrar que os primeiros não eram tensionados, ou seja, não se prendiam ao corpo do ocupante, e muitos possuíam apenas dois pontos ou transversais ou abdominais. Hoje os mais modernos sistemas de pré-tensionamento com direito a mecanismos que conseguem aumentar a pressão milésimos de segundos antes de um possível impacto.

Mas há muito ainda a avançar e a fabricante alemã ZF é uma das que têm investido em tornar o cinto de segurança ainda mais eficaz. A empresa acaba de lançar um novo sistema com o chamado retrator de controle ativo. Além de mais leve que versões anteriores do equipamento, ele é capaz de, por exemplo, vibrar para avisar o motorista em caso de um perigo potencial.

O segredo para que o cinto “saiba” antecipar uma situação de risco é conectá-lo a outros sistemas de veículo como assistente de frenagem de emergência e airbags. O novo cinto possibilita ainda ajudar a colocar os ocupantes do veículo em uma posição de acomodação melhorada para evitar maiores danos.

O novo sistema, batizado de ACR8, equipa dois modelos da Mercedes-Benz recentemente lançados, o sedã-cupê CLS e o esportivo AMG GT-4. A intenção da ZF é atingir o conceito Vision Zero, que pretende oferecer zero acidentes no trânsito.

O sistema ACR8 da ZF

Siga a Jocar

Acompanhe nossas redes sociais!

Video

Fusíveis automotivos - para que servem e como trocar