Cuide de seu carro

Como cuidar da lubrificação do motor de seu veículo

Óleo lubrificante (divulgação)

Para manter o carro em dia e evitar dores de cabeça, o sempre importante é verificar os componentes do seu veículo. E a troca do óleo lubrificante com certeza é um dos itens mais importantes dessa lista. Veja algumas dicas para que você garanta a longevidade do seu veículo.

Validade pré-estabelecida:

Uma das dicas mais importantes é sempre respeitar o prazo de troca de óleo do seu motor conforme o manual do proprietário. Ela geralmente varia entre 5.000 e 10.000 km, dependendo da marca e modelo. Não observar isso, pode acarretar com o tempo a oxidação dentro do reservatório e comprometer a lubrificação dos componentes internos do motor.

Óleo na reserva:

Há quem diga que quando o óleo está no fim ou pela metade deve-se completar com um lubrificante novo. Mas, segundo os fabricantes e mecânicos especializados, o correto é sempre realizar a troca completa já que, ao adicionar um óleo novo ao que já existe, ele pode se contaminar com o antigo que está no fundo e causar danos ao motor. Mas caso não seja possível complementar com um óleo novo, certifique-se que esteja utilizando ao menos o óleo da mesma marca e com as mesmas especificações do produto que já está no reservatório.

Evite aditivos:

Em sua grande maioria, os óleos lubrificantes já vêm com uma dose certa de aditivos que ajudam na lubrificação do motor, e não precisam de outros adicionais. Então não caia na conversa de frentistas que tentam a todo custo empurrar aditivos para ajudar seu óleo lubrificante a trabalhar melhor.

Manutenção Óleo (divulgação)

Evite misturas:

Um dos maiores erros cometidos ao se fazer a troca de óleo sem um especialista, é a imersão de óleos diferentes dentro do mesmo reservatório. Não se deve misturar óleos minerais com sintéticos, pois cada um tem seu tipo correto de viscosidade e características, nem sempre adequadas ao motor de seu veículo.

Filtro de óleo:

Especialistas recomendam que sempre que for feita a troca do óleo, o filtro também seja trocado por um novo. O filtro de óleo sempre conserva no seu interior um volume residual de óleo oxidado. Isso quer dizer que ele pode contaminar o óleo novo, fazendo com que o processo de envelhecimento do óleo aconteça de forma antecipada.

Verifique sempre o nível do reservatório:

Por fim sempre verifique o nível do lubrificante com o auxílio da vareta de óleo. Isso previne que você rode com seu carro com o nível acima ou abaixo do normal. O importante é fazer isso sempre com o motor frio e em lugar plano. E na hora de limpar a vareta, dê preferência a papeis absorventes e fuja de panos que podem deixar resíduos na vareta e contaminar o óleo.

Siga a Jocar

Acompanhe nossas redes sociais!

Video

Fusíveis automotivos - para que servem e como trocar