Carros inesquecíveis

Jetta, o sedan que evoluiu acima da média

Volkswagen Jetta (divulgação)

Um dos sedans mais aclamados da Volkswagen, o Jetta chegou por aqui em 1999, quando ainda se chamava Bora. O sedan médio nasceu no mercado internacional em 1976 e apenas em 1999 a Volkswagen começou a importar o modelo ainda sob o nome de Bora, que nada mais era do que a versão sedan do Golf.

Volkswagen Bora (divulgação)

Esse modelo tinha muito em comum no design, com parte da carroceria que muito se assemelhava com a 4ª geração do hatch médio. A maior diferença entre os dois era a dianteira que usava faróis mais retilíneos e grade menor, e também o porta malas que era bem maior do que no hatch. A primeira geração chegou a ganhar um facelift no meio de sua curta vida quando passou a contar com novos faróis – maiores e mais largos – além de mudanças nas lanternas e no interior.

Volkswagen Jetta (divulgação)

Já em 2005 o Bora foi substituído pelo de fato Jetta, que a principio veio importado do México e usava de base a plataforma do Golf de 5ª geração. Se na 4ª geração o Bora lembrava um Golf sedan, na 5ª ele literalmente era um Golf com porta malas. O design frontal era o mesmo da versão hatch, o que ajudou a criar uma conexão maior – ainda mais porque não tivemos a 5ª geração do Golf por aqui.

Volkswagen Jetta (divulgação)

Um dos seus maiores atrativos era sem sombra de dúvidas o motor. O primeiro Jetta tinha um motor 2.5 a gasolina que rendia 150 cavalos – que posteriormente ganhou um upgrade para 170 cavalos – e 24,5 kgfm de torque. Os maiores entusiastas do modelo chegavam a dizer que o motor 2.5 do Jetta era um quarto do motor de um Lamborghini – marca do mesmo grupo Volkswagen.

Volkswagen Jetta Variant (divulgação)

Além do sedan, o Jetta deu origem a uma perua, a Variant, que alinhava o motor potente a um ótimo espaço interno para a família. Foi ela que trouxe além do facelift de meia vida ao Jetta assim como a potência de 170 cavalos para o motor 2.5. Um detalhe curioso dessa geração era que tínhamos dois Jettas vendidos ao mesmo tempo no nosso mercado.

Volkswagen Jetta (divulgação)

O Bora ainda não tinha saído de linha e era o “sedan de acesso” da linha Jetta. Acima dele vinha de fato o Jetta de 5ª geração e posteriormente o Passat como o maior sedan da Volkswagen por aqui. As duas gerações conviveram em harmonia por aqui até meados de 2011, quando a Volkswagen apresentou a 6ª geração do sedan que usava a nova plataforma do Golf e carregava um novo visual.

Volkswagen Jetta (divulgação)

Esse Jetta utilizava uma plataforma derivada do Audi A4, com menos refinamento é claro, mas como contrapartida, o sedan ganhava mais espaço interno, além de novos motores. O primeiro deles era o novo motor 1.4 turbo que gerava 150 cavalos e 25,5 kgfm de torque e um novo 2.0 também turbo que era compartilhado com o Golf GTI de 200 cavalos e 28,6 kgfm de torque.

7ª geração a caminho

A princípio, o Jetta possuía duas opções de câmbio automático: um Tiptronic de 6 velocidades para a versão Comfortline – motor 1.4 turbo – e o DSG para a versão Highline – motor 2.0 turbo. o estilo dessa geração era muito mais conservador do que os anteriores, e agora usava um visual mais retilíneo – principalmente nos faróis e lanternas – além de ser completamente diferente do próprio Golf.

Volkswagen Jetta (divulgação)

Em 2015 o Jetta ganhou um discreto facelift, que deu a ele novos para choques dianteiros além de lanternas e uma tampa modificados do porta malas. O modelo foi substituído em meados de 2017, quando a 7ª geração, utilizando a moderna plataforma MQB – mesma do Golf, Passat e afins – passou a ser importada, além de ganhar mais espaço interno e um visual mais agressivo. O atual Jetta está disponível apenas na versão 250 TSI por aqui com motor 1.4 turbo de 150 cavalos, mas que em breve vai ganhar a companhia da versão 350 TSI que utiliza o mesmo conjunto mecânico do Golf GTI.

Volkswagen Jetta (divulgação)

Um potente motor 2.0 turbo que vai render 230 cavalos e 35,7 kgfm de torque – daí o nome da versão. A previsão é que o Jetta com motor mais potente chegue por aqui até o final do ano.

Volkswagen Sagitar (divulgação)

Uma curiosidade sobre o sedan é que na China ele é vendido em duas gerações diferentes. O modelo que se chama Jetta é fabricado localmente e é menor do que o modelo vendido aqui, que é vendido no país com o nome de Sagitar.

Jetta (divulgação)
Jetta (divulgação)

Recentemente a Volkswagen decidiu aproveitar a fama e popularidade do sedan para criar uma marca dedicada ao público jovem e voltado para o baixo custo. Sendo assim nasceu a Jetta, que atualmente tem 3 modelos no seu portfólio, um sedan – o atual sedan chinês – e dois SUVS.

Siga a Jocar

Acompanhe nossas redes sociais!

Video

Fusíveis automotivos - para que servem e como trocar